Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELAS CALÇADAS:


Pelas calçadas:


Eu nada pedia da vida, a não ser viver bem.
Mas, naquela madrugada, eu fiz um pedido.
Enquanto caminhava, sob a garoa, que caia.
Ao céu, eu pedia, que me mandasse alguém.

Cansado de viver sozinho, eu apenas queria.
Alguém, que me desse amor, sem cobranças.
Que enxergasse apenas, um homem comum.
Que ao meu coração desse, vida, esperanças.

Não visse em mim, o boêmio das madrugadas.
Visse, apenas o homem, que busca na solidão.
Do frio da madrugada, alguém para se dividir.

Esta solidão, que faz de mim, homem da noite.
Que vaga pelas ruas, por madrugadas sem fins.
Sentindo minha vida, se esvair, pelas calçadas.


                             




Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 28/10/2005
Código do texto: T64433
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:11)
Volnei Rijo Braga