Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eu tenho vontade de sair correndo...*

Eu tenho vontade de sair correndo
Parece que está ficando comum
Ela me jogar isso na cara
Sei que sou tão culpado por isso
Quanto ela também
Ela acha que não
Que a culpa é só minha
Que eu joguei tudo fora
Quando montei a agência
Que depois da agência
Nada mais deu certo
Que eu vivo desempregado
Que não tenho dinheiro
Que sou sossegado
Deve até achar que sou vagabundo
Que não to a fim de trabalhar
Que ela tem que se virar sozinha
Que ela paga tudo
Que eu só gasto & gasto
Que eu não paro de fumar
Que ainda por cima sou rude com ela
Até parece que eu to de braços cruzados
Que eu não me preocupo com nada
Que meus amigos me abandonaram
Que eu to sozinho
Agora, se fico nervoso,
Eu não tenho razão
Mas pense bem
Se tentei montar uma agência
Não foi para tomar na cabeça
Se fiquei desempregado
Não foi por falta de trabalho de minha parte,
Ou por falta de esforço
Para mantê-lo o máximo possível
Só que, mesmo trabalhando,
Pensa que ela me tratou melhor
Ainda reclama porque tenho bronca
Me trata como um lixo humano
Nem me atende com o seu sexo
Está sempre nervosa,
Com dor aqui,
Dor ali,
Gripe,
Mal-humorada,
Sem pique,
Cansada,
De saco cheio,
Mas se é pra ir na casa da mãe dela,
Aí, vai numa boa,
Fica esperta...
E eu?
Como diz um amigo,
“To na roça!”

Peixão89
(*Faz parte do Tombo XXI – “Para Sentir” 1993)
Peixão
Enviado por Peixão em 09/09/2007
Código do texto: T644723
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120508 leituras)
1 e-livros (243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 07:03)
Peixão