Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RETALHO DE AMOR FIXADO NO ERRO DO TEMPO!


OS GRAVETOS JUNTOS FORMAM O NINHO,

O GRÃO DE AREIA DÁ VIDA AO DESERTO,

A GOTA D'ÁGUA VIVIFICA O OCEANO,

AS ESTRELAS CINTILAM O CÉU,

AS LEMBRANÇAS AGLOMERAM-SE NO RECÔNDITO DO CORAÇÃO E IMPRIMEM A SAUDADE,

OS PASSOS SOMADOS SIGNIFICAM A VIDA...

ESTOU CONTIDO E A CONTER,

CHORO E FAÇO CHORAR,

AMO E ESPERO SER AMADO,

OLHO E SINTO NÃO ESTAR SENDO SENTIDAS TANTAS COISAS IMPORTANTES, TANTAS COISAS SINGELAS!

RASURO TANTAS FOLHAS NUMA TENTATIVA PURA DE ANUNCIAR-ME EM VERSOS...

ESCREVO NA LUA PARA ACORDAR SEUS OLHOS,

IMPRIMO NO SOL O CALOR DO AMOR PARA AQUECER O SEU GÉLIDO CORAÇÃO,

SUAVIZO O VENTO PARA NINAR SUA FACE,

CAMINHO NESTE IR E VIR PARA LHE DIZER DO AMOR DO NINHO,

DO CISCO E DO PRANTO DOS OLHOS,

DAS NOITES E DOS DIAS,

DAS ALEGRIAS E DAS AMARGURAS, TODAS AFETAS À HISTÓRIA DE UM MUNDO SONHADO...

RASURO TANTO A MINHA VIDA, MAS NÃO DEIXAREI DE BRADAR AO MUNDO QUE O PRINCIPAL ARGUMENTO DESTA DESDITA SINA É RETALHO DE AMOR FIXADO NO ERRO DO TEMPO!

©Balsa Melo
21.06.2005
Cabedelo - Paraíba
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 09/09/2007
Código do texto: T644748
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87160 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 20:41)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)