Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da BELA MADRUGADA

Soneto da BELA MADRUGADA
                     

Na cálida noite de suave encanto e doçura,
uma trêmula mulher para mim vem sorrindo,
trazendo seus segredos ocultos e abrindo,
para mim da primeira vez, de maneira pura.


A luz brilhante da lua, banhando de ternura,
os amantes, pouco a pouco vai fugindo...
pelo extremo de um horizonte infindo,
deixando-os sós, apenas com a desventura.


Trazendo a ternura da noite suave e encantada,
a formosa mulher com a carícia da infância,
perfumou de rosas frescas a linda madrugada.


E na bela madrugada e tua cândida fragrância,
apareceu um anjo ideal de auréola delicada,
a visão perfeita e consoladora da distância...
tancredo
Enviado por tancredo em 28/10/2005
Código do texto: T64492
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tancredo
Valença - Rio de Janeiro - Brasil, 76 anos
118 textos (65454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:04)
tancredo