Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

D e d i l h a d o

O som deste seu piano,
foge às leis de qualquer forma.
Apelo profundo e plano,
suavidade sem normas.

Parece murmúrio d'águas
lavando das pedras, mágoas
que, o rio em corredeira,
chora numa cachoeira.

Este som que tem perfume,
luz com asas, vagalume.
Minha palavra ficou pobre,
diante do seu dizer tão mais nobre.

Derramando em melodia,
teclas brancas, teclas pretas
mãos regendo magia,
mãos aladas borboletas.

Cheira a vinho requintado,
a sussurros refinados,
sopros de vida na flor,
beijos de beija-flor!

Beleza suficiente,
beleza imprecisa, presente,
movimento transparente
tanta cor que é branco ausente!

De apenas ser... sem enredo,
de muito ter sem ter medo,
pois é só seu o segredo,
deste seu sério brinquedo.



Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 28/10/2005
Reeditado em 16/11/2005
Código do texto: T64569
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11441 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:45)
Elane Tomich

Site do Escritor