Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não Há Respostas No Desabafo

Buscar respostas,
desabafos, nas palavras
que fluem diante dos sentimentos.

Não há respostas no desabafo.
Nunca encontrei respostas no desabafo.
Elas não estão ali.

Estão em algum lugar,
perdidas vagando pelo espaço
que pertence àqueles
que tem seus destinos
escolhidos pelas próprias mãos.

Para mim o desabafo só alivia,
tira um pouco do peso, do fardo
que é tão pesado sobre os ombros.

E preciso fazer isso através
das palavras porque estou sozinha,
sem ninguém no meio dessa luta.

Não posso compartilhá-la.
Também não posso dizer porque,
mas não posso compartilhá-la
com ninguém.

E é por isso que estou aqui
neste rascunho de vida,
bem escondido dos olhos do mundo.

Mas não sei por quanto tempo.
Não sei por quanto tempo.
Se essa luta não tiver trégua,
se o silêncio me corroer
mais a alma, vou fazer
o que já devia ter feito
há muito tempo: Fugir.

Fugir para sempre.
E nunca mais ninguém
vai beber minhas lágrimas,
porque sufocarei cada uma dentro de mim.

Ninguém mais vai navegar na minha dor,
porque socarei ela dentro em meu peito,
mesmo que ela me mate após isso.

E ninguém mais vai ouvir falar de mim,
porque me calarei para sempre
nos quatro cantos,
do meu cantinho até o recanto...
Maria
Enviado por Maria em 10/09/2007
Reeditado em 10/09/2007
Código do texto: T646068
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4728 textos (191749 leituras)
1 e-livros (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:40)
Maria

Site do Escritor