Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO MORRER DO QUE MATA

Sempre viva de amor, mas preserve a razão,
lapidando emoções que machucam tão fundo;
ponha chão sob o céu de seu sonho afetivo
e não fuja do mundo e de suas verdades...
Use a mente onde o peito reclame das mágoas,
transformando passados em planos de além,
deixe as águas de outrora seguirem pro mar;
faça um bem a si mesmo vencendo as lamúrias...
Ame sempre outra vez, entretanto não lance
toda chance da vida em nenhum dos enlaces;
noutras faces da vida pode fazer falta...
Poupe a sua emoção pra ter sempre a sentir
sem pedir concordata no dom de querer;
nunca morra de amor, pois morrer de amor mata...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 10/09/2007
Código do texto: T646368
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3104 textos (62537 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 02:30)
Demétrio Sena