Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sitim!

Sitim!


Depois das estrelas o sol...
Ainda sonolento despertava preguiçoso...
O café estava no bule, a chaleira no fogão...
Ainda havia brasa, mas mais havia carvão...
O chão de terra batida, barrida de vassourão...
A janela era bem larga, o sol se deitava no chão...
Teu beijo, da cor da rosa! Aquelas que explodem no verão...
Uma tela, uma pintura, num acordar de candura...
Beijava de boca aberta com um sorriso por moldura...
Era o próprio verso travestido de ternura...
Tinha os cabelos dourados em tempestade...
Era a própria pureza em forma de castidade...
Mas era o principio meio e fim de minha travessura...
Já bebi dessas águas, já rolei nesse capim...
Fui cigano, menestrel em seu colchão de cetim...
Mas a parte melhor fizemos neste sitim!



Santaroza
SANTAROZA
Enviado por SANTAROZA em 11/09/2007
Código do texto: T648251

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SANTAROZA
Zacarias - São Paulo - Brasil, 61 anos
138 textos (4027 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:08)
SANTAROZA