Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPEDIDA

                                 
                                 

Vejo tuas belas mãos cruzadas sobre o peito

como pássaros recém tombados,

ainda intacta e estranhamente viva

a bela plumagem!

Tal Guevara naquela fotografia,

apenas fechados os olhos,

beleza moura de España

nas negras sobrancelhas...

Estás tão belo neste momento,

nenhuma sombra paira sobre tua imagem!

E quando te abraço pela derradeira vez,

ainda meu, em nossa cama,

tão mais junto estás

e tão mais vivo, mais resplandescente

nesta morte de todo digna, sem cortes,

sem cicatrizes.

E cresces em tal finitude

com o corpo ainda quente,

e assim pairas pra sempre em minha memória:

inteiro, exato, matéria viajante,

passageiro que não leva sequer o corpo,

pássaro errante e livre,

em recém nascida condição.








tania orsi vargas
Enviado por tania orsi vargas em 11/09/2007
Reeditado em 02/05/2008
Código do texto: T648433
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
tania orsi vargas
Taquara - Rio Grande do Sul - Brasil
768 textos (51236 leituras)
4 áudios (519 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/17 04:07)
tania orsi vargas