Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Próxima estação

Ninguém sabe como é viver nessa casa
Com a maldição de ser eu
Sem saber o porquê de tanto sentimento
Carregando toda a família nas costas
Seus medos e erros
Todas as culpas alheias a mim
Nunca poder ser livre para ir ao longe
Eu sempre espero pela próxima estação
Eu sempre espero

Não existe aleluia para mim
Nenhum altar para me sacrificar
Meus irmãos nunca viram a verdade
Apenas eu entendo todas as coisas

Eu decidi fugir uma vez
Mas o tempo passou e tive que retornar
Eu sempre espero pela próxima estação
Eu sempre espero

Agora eu sofro mais do que nunca
Tenho ilusões constantes de liberdade
Mas estou preso a esse inferno
A essa família que não compreende a luz

Mas eu sempre espero pela próxima estação
Eu sempre espero...
Junior Bittencourt
Enviado por Junior Bittencourt em 13/09/2007
Código do texto: T651230
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Junior Bittencourt
Cruzeiro - São Paulo - Brasil
89 textos (827 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 00:48)
Junior Bittencourt