Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porta Fechada

Depois de um ou duas dobrada em trouxa
Soltando labaredas pela boca frouxa
Vomitando a leviandade entre as marcas coxas
Na fornalha de cetim, paredes velhas, cortinas roxas.

Encontrará aqui minha porta fechada
Fechada às cegas na embriaguez.
Em distração mera apaixonada
Deixando fora mais uma vez.

E segurando tua mão direita
Como mordida lacraia à espreita
Envenenada morta enquanto deita
Desgraça vil, tristeza feita.

Vejo-te preso do lado de fora
Empurrado grosso na minha cólera
Lutando contra minha resignação
Gritando: Não! Não vá embora!
Isabelle La Fleur
Enviado por Isabelle La Fleur em 14/09/2007
Reeditado em 29/08/2008
Código do texto: T652709

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Isabelle La Fleur
África do Sul
56 textos (4373 leituras)
1 áudios (77 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 04:47)