Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(SONETO)_LACUNAS



Percebi a ausência como fonte de tristeza

A presença oculta nas vozes de um vento

Mostram em expiação de um sentimento

Que deve ser exaurido, rápido e com certeza


A impropriedade justifica-se sem muito argumento

É insano sentir, tal qual nadar contra a correnteza

Nada posso construir, nem dele tirar provento

A lacuna deixada exercita minha destreza


Outras praias conhecer, outras vozes ouvir

Sem ter por perto, o guardião a proteger

Será nova meta, diferente caminho a seguir


Caminhar solita e uma alma louca a bramir

Segura o lápis, o verso do peito a escorrer

Como sangue poético do meu profundo sentir


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 30/10/2005
Código do texto: T65407

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916672 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:45)
Denise Severgnini