Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETAS SÃO SERES DIFERENTES

Não me entristece mais saber que um dia vou morrer.
A morte faz parte do viver.
Demorei um bocadinho para aprender.

Quando eu morrer vou me mudar para outro lugar.
Porque meu corpo físico não vai mais me aprisionar.
Se bem que já voei tanto. Já estive em tantos cantos.

A matéria não aprisiona os poetas.
Eles são diferentes.
Trazem asas embutidas. Vivem não só uma, mas muitas vidas.

Quando eu morrer não quero gente choramingando.
Se quiserem podem ficar cantando.
Mas tem que ser uma bonita canção. Alguma coisa que toque meu coração.

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 16/09/2007
Reeditado em 08/04/2011
Código do texto: T654669

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4561 textos (80345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 05:57)
SONIA DELSIN