Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MINHA VOZ FALA EM NOME DO MEU CORAÇÃO!


Não considera minha queixa por ignorar a impotância que ela assume em minha vida!

Não ouve e olvida o bater do meu coração que sofre o barulho lastimável da sua mudez!

Nada parece importar à sua dureza existencial e, neste sonho que acariciamos uma vida, findo repetindo tantas dores contidas sem a sua clamada atenção!

Por não ser significante o meu apelo, proponho um novo rumo, uma nova tentativa, mas tudo isto deverá surgir despidos de conjecturas avaliatórias que julgam não serem importantes o sentimento que revelo e reclamo!

Não despreze o sentido das minhas eternizadas falas e, quando estiver clamando sentimentos manifestos, queira ao menos ouvir o som da minha voz que, simplesmente, fala em nome do meu coração!

©Balsa Melo
11.08.2005
ARES DE BRASÍLIA/JOÃO PESSOA
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 16/09/2007
Código do texto: T654686
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87172 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 21:57)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)