Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INESQUECÍVEL AMOR!

 
Você ressurgiu...Como se fosse um sonho!

Tanta vida vivida!

Quase nada mudou!

Não! Quase tudo mudou!

O tempo, invariavelmente, despertou novos dias e envelheceu tantas noites!

O amor latejante me fez suar por todos os poros!

Sandice a minha imaginar que o eferente sentimento permaneceu inalterado!...Ele se transformou, apoderou-se da maturidade e na dureza da espera criou resistência sobrevivendo às contrariedades do coração!

Os olhos levitam extasiados e o punhal do destino, entrante, atira ao chão as expulsivas lágrimas de uma solidão!

Embebedo o rosto e percebo que, realmente, a vida transformou, alterou indescritíveis sentimentos, mas não conseguiu aniquilar o imenso amor que nasceu e sobrevevi em mim!

©Balsa Melo
12.08.2005
Cabedelo
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 16/09/2007
Código do texto: T654693
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 10:46)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)