Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI, OBRIGADO POR NOS TER DADO UM LAR!


Pai,

Sei que não é somente meu genitor!

Sei que a sua luta foi intensa e exemplos sobram em minha lembrança de dedicação, amor e companherismo!

Sei, também, que o sofrimento das suas mãos sôfregas - pelo esforço do dia-a-dia na iniciativa vitoriosa de nos dar o melhor - lhe sensurou os olhos que hoje nos fitam tristes, mas você não só nos deu o melhor, você fez o melhor que um homem poderia ter feito e, despretensiosamente, doou-nos o amor exemplificado em cada gesto!

Palavras não consigo encontrar para lhe agradecer pelo homem que me tornou e pelo itinenário que tenho seguido balizado na sua história!

Queira nos entender e nos perdoar se alguma tristeza motivamos nascer em seus olhos, mas queira neste momento receber esta singela lembrança regada de um profundo amor e reconhecimento, pois a essência que triunfa em cada filho seu é resultado do seu cuidado dedicado neste grande canteiro, no jardim mais verdadeiro que você soube justamente dar vida: nosso lar!

©Balsa Melo
13.08.2005
Cabedelo (Intermares)- Paraíba
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 16/09/2007
Código do texto: T654694
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87766 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 14:30)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)