Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos Íntimos 2 (homenagem a Augusto dos Anjos)

A última quimera ousou renascer...
Em formidável parto de luz, a todos tocou...
Inclusive a ingratidão ganhou mansidão,
À ternura doagora, à pantera de outrora...

Nesta terra de dor o homem deixa de ser fera!
Afasta-se da lama e busca a elevação que o espera...
Abandona o vício e quer do beijo só o carinho,
Busca o afago sem temer as pedras do caminho...

E suas chagas, existem agora somente no coração...
Amenizadas com a ternura dos afagos que doa,
Iluminadas com a brandura dos beijos, da emoção
De ver-se altivo à leveza da alma, que voa...
Marco Aurélio Leite da Silva
Enviado por Marco Aurélio Leite da Silva em 18/09/2007
Reeditado em 27/12/2007
Código do texto: T657249
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Aurélio Leite da Silva
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
106 textos (51215 leituras)
1 áudios (38 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:49)
Marco Aurélio Leite da Silva