Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha Tristeza

Se em minhas veias corre a tristesa
Se já é esta a minha natureza
Se já sou, em pessoa, a frieza
Que esta seja a minha beleza.

Se correrá até que eu caia, sem alma
Em mim a tristeza que me acalma
Não quero de ti sequer uma palma, apenas
Me deixe contemplar à minha calma.

Se esta tristeza que em mim mora
Este sentimento único que me devora
Pra que tentar envão o por pra fora
Se me sinto bem, sozinho, agora.

Se eu não tivesse lhe beijado
E assim, me apaixonado
Talvez, se não tivesse lhe amado
Jamais teria a esse ponto chegado.

Não pense que estou arrependido
Muito pelo contrário, nem sou bandido
Estou, sim, só um pouco perdido
Em mim mesmo, estou apenas ferido.

Mas como toda ferida há de ser curada
Fica a cicatriz, eternamente marcada
E minha tristeza que já não sai por nada
É minha amante, minha estrada.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Código do texto: T6574

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/16 19:00)
Júnior Leal