Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTEMPLATIVA

Na cadeira da sacada estou sentada olhando o nada.
Como o nada?
Parece que meu olhar anda em tudo.
Nada vejo.
Estou tão distante de tudo isso.
Tão distante...
Estou onde gosto de estar quando me ponho a viajar.
Estou em todo lugar... estou por aí a vagar.
Como anjos noturnos que saem pela madrugada eu estou flutuando num imenso nada.
A procura de quê?
A procura da resposta pra uma dor que ando sentindo.
Vi alguém indo, indo...
E eu que imaginei que tudo ia ser tão lindo.
SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 18/09/2007
Reeditado em 09/04/2011
Código do texto: T657668

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4690 textos (80901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 23:49)
SONIA DELSIN