Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MUSA MADELEINE

MUSA MADELEINE


                                    Às amigas poetisas
                                MADALENA BARRANCO
                                                            e
                                     LILIAN REINHARDT



Olha a rosa amarela
que coisa mais bela
ela brota da terra do meu jardim.
E o branco jasmim
uma cascata de pranto-perfume
desaba num canto
junto ao nobre jacinto,
delicadas alfazemas e flores do campo
semeiam encantos aqui dentro de mim.
Ah! as flores entrelaçadas
de cor azul-roxeada
escalando os muros
rumo às noites estreladas.
Beija-flores volteiam as danças
em espaços aromáticos,
bailando entre os anis-estrelados,
os cravos, figueira, madressilva,
mil folhas, oliveira...
é o giro ligeiro! colibris.
Hum, os cheiros!
patchouli, cânfora, lírio,
canela, ervilha-de-cheiro, citronela...
Olha a rosa amarela
que coisa mais bela
junto à camélia brancamarela
e a hera próxima da janela
feito cortina bordada
a ponto luz-clorofila.
... e a brisa do orvalho
tudo espia, esfria o chão.

Vejo a Musa Madeleine!
Ela traz um bouquet
de rubras Lílias nas mãos.



Prof. Dr. Sílvio Medeiros
Campinas, é próxima a primavera de 2007.
SÍLVIO MEDEIROS
Enviado por SÍLVIO MEDEIROS em 18/09/2007
Código do texto: T657893

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor (Prof. Dr. Sílvio Medeiros) e o link para o site www.recantodasletras.com.br/autores/silviomedeiros). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SÍLVIO MEDEIROS
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
268 textos (358944 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 09:30)
SÍLVIO MEDEIROS