Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO AS PESSOAS VÃO EMBORA!


CHEGA NUMA CERTA FASE DA VIDA QUE O RELÓGIO NÃO TEM MUITA SIGNIFICÂNCIA, PRINCIPALMENTE,QUANDO SABEMOS O NECESSÁRIO PARA SERMOS FELIZES!

MAS O RELÓGIO TERMINA SENDO O GRANDE VILÃO DAS HISTÓRIAS NÃO VIVIDAS E NÃO TERMINADAS!

DE REPENTE, TUDO VOLTA À TONA PARA SER RESOLVIDO... MAS NEM TUDO TEM SOLUÇÃO... POR ISSO, O CORAÇÃO IMPÕE-NOS UMA RIGOROSA SELEÇÃO SOBRE OS AMORES PARA NÃO SOFRERMOS, DEMASIADAMENTE, COM A PROFUNDA SOLIDÃO QUE SURGE QUANDO AS PESSOAS VÃO EMBORA!

©Balsa Melo
22.08.2005
Cabedelo (Intermares)- Paraíba
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 18/09/2007
Código do texto: T658176
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87780 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 22:53)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)