Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em Geena eu ainda vago só

Em Geena¹ eu ainda vago só
Desde criança, há décadas atrás
Quando me traíram em Himnon²
E não me bendisseram jamais.

Sou, desde então, demônio infanto
Brinco ao causar em ti o pranto
Sou Érebo do desconhecido
Tema em ter me conhecido.

Um dia, quem sabe, me encontre
Num dia de coragem, me afronte
E verás, mortal, a desgraça de perto
Verás que eu estou certo.

¹ - Nome primitivo do vale do Enom (Hinnón), ao sul de Jerusalém, onde num certo tempo se prestou culto a Moloc inclusive com sacrifícios humanos, na maioria, crianças. Jeremias (7,32) chama-o de "vale da matança".
² - Ver acima. Vale do Enom.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Reeditado em 05/02/2011
Código do texto: T6589

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30824 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:20)
Júnior Leal