Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OOOO

Dizem que a poesia é redonda
Que é a poesia quadrada
Uns dizem que tem bordas curvas
Outros que é achatada
Quem nem forma de pão
Bicuda e retangular
Que nasce entre estrelas
Que brota na beira do mar
Forma de paredão
Juram que a viram azul
Que verde é o que ela é
Cantada parece um blues
Andando parece um pé
Voa que nem bumerangue
Circula que nem metrô
Lavada toda no tanque
Tem cara do meu avô
Pula e salta os muros
Se esconde atrás do biombo
Opressa se entrega aos murros
Se casco vive de rombo
É mãe e pai e parente
Bonita que nem curió
Banguela cheia de dentes
Concreta fala de pó
Tirita e se apavora
Treme às vezes de frio
Alimenta e se devora
É zero e também é mil.
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 19/09/2007
Código do texto: T659343

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7436 textos (107550 leituras)
8 áudios (68 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 08:06)