Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anotações

Tenho em mente que um maço fechado
sobre a mesa é suficiente
pois me acalmo quando acendo
o último desta carteira que esmago

uma pequena fresta aberta da cortina
me permite observar a chuva fina
o céu está nublado, as árvores sacudidas
pelo vento que se foi e penso nas vidas

sobre o laptop o gravador de bolso
lembra intolerâncias daquilo que ouço
diante de mim há um manuscrito, anotações
de busca, de ser compreendido

mas qual é mesmo o nosso destino?
se as cartas dizem, atino,
vamos a elas; será mesmo verdade ?
teriam signos de honestidade ?

calçar as meias, meia-mentira,
meios de sobreviver sem que me fira,
conexões de pensar a ir me induzem,
caminhar sobre fios que seduzem

luta intensa, dimensões de conflito,
aglomerando-se, eterno jogo do mito
nestas folhas há querer, poder, dever
a vida são escolhas, opções ter e ser

enquanto meu cigarro consome, aflitivo
consumindo pelo fogo dado, reativo
para a seguir no oxigênio queimado,
num tempo impreciso, se apagar ou ser apagado.
Joseph Shafan
Enviado por Joseph Shafan em 01/11/2005
Código do texto: T65937
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joseph Shafan
São Sebastião - São Paulo - Brasil, 63 anos
773 textos (98846 leituras)
25 e-livros (10470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:32)
Joseph Shafan