Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE REALIDADE

Encontrava-me só... Coração vazio
corpo sedento, tristeza no olhar.
Fitava um horizonte sombrio
percorria caminhos sem flores
estradas sem rios, céu sem estrelas
noites sem luar.
Hoje sinto o coração bater mais forte
em vez de solidão sinto saudade.
Uma saudade gostosa que só sente
quem tem alguém para lembrar

Sonho acordada
e o pensamento cria asas!

Transporto-me para os braços do amado
sinto seu cheiro, seu gosto
suas mãos percorrendo-me o corpo
sua língua acariciando-me a pele
sua saliva molhando-me a carne.
Ficamos assim, horas a fio
trocando carinhos e carícias
explorando o corpo um do outro
gemendo e fazendo gemer de prazer.

E no balanço voluptuoso do amor
gozamos.
Depois cansados
saciados e abraçados
dormimos juntos
com a esperança de vivermos
infinitos momentos como aquele...



Publicado:
Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos
Volume 6, CBJE, RJ, 2004.


Selma Amaral
Enviado por Selma Amaral em 01/11/2005
Código do texto: T65947
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Selma Amaral
Arcoverde - Pernambuco - Brasil
275 textos (56026 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:44)
Selma Amaral