Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LASTIMAREI SÓ MAIS ESTE INSTANTE!


Lastimo sim!

Por que não lastimar?

Passo as horas todas deste dia quase infinito sussurando ao meu coração uma adocicada fala de possibilidade e ele, no fim da noite, termina me afrontando abrindo a torneira dos meus olhos em face da promessa não ter sido cumprida!

Ninguém apareceu para causar as emoções esperadas!

Lastimarei, quem sabe, acordando o agora, só mais este instante!

©Balsa Melo
01.09.2005
ARES DO PARÁ/TO/DF
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 19/09/2007
Código do texto: T659482
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 22:00)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)