Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto III

Por debaixo dos túmulos, mausoléus
Há quem vos maldiz, quem rebelará
E, como quem não há de matar
Da tumba se rebela aos céus.

No paraíso, que é aqui onde estou
No céu ou no inferno, que desconheço
As maldições não se acabam, e eu mereço
Zombar de você e quem mais fracassou.

Busco a vingança mais maligna
Junto aos meus irmãos das trevas
Por quem um dia se fez indigna.

E por mais que se acendam as velas
Por quem se vê justo, mas o sabe que não
A maldição não dará tréguas.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Código do texto: T6596

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 07:10)
Júnior Leal