Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre Aquela Serpente

És talvez, serpente, o mais cruel dos animais
És quem tem o veneno que tira vidas n'um piscar de olhos
E és que rasteja em rapidez que só os infernais
És quem reflete o mais puro ódio.

Apesar de tudo isso, serpente maldita
És fraca e inválida perante meus animais
Ao gato negro, que em uma só bocada lhe tira a vida
Ao corvo astucio, que com uma bicada, tu já não vives mais.

És serpente, o nada perante a mim
Que tenho verdadeiros malditos que o fizeram por merecer
Em minha companhia por toda a vida
Que pela maldição, hei ainda muito de viver.

E se apareceste em meu caminho
Saberás tu, qual o teu destino, podridão
Lembre-te sempre de mim
De meus capangas e minha maldição.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 14/03/2005
Reeditado em 23/09/2008
Código do texto: T6600

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 07:24)
Júnior Leal