Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ba[lança]

Quando a lança cruzou borrando,
Meus cabelos, enquadrados de sorriso,
Cantei meu canto e chorei meu pranto,
No carvão do paraíso;

Pretendia,com atrevimento,
Deixar flores no caminho,
Apontar para a estrada,
E voar qual passarinho;

Então,toquei o teu toque,
pegando caneta e desenho,
Desenhei o meu desejo,
E pensei no que não tenho;

Sorri de mim por segundos,
E refiz o meu pensar,
Deitei nos travesseiros do mundo,
Criando versos pra soprar;

Soprar na brisa meu ar criança,
Meus sentimentos emaranhados,
E colorindo de esperança,
Olhei pra frente...Benzi olhados.

A rezadeira ficou parada,
Ramo na mão a cochichar,
Corre menina,corre pra vida,
Que ela teima em te chamar;

Corre menina,pula os buracos,
Deixa essas águas presas nos montes,
Faz teu destino,lança teus arcos,
E dos teus barcos faz horizontes.













Fernanda Valencise
Enviado por Fernanda Valencise em 20/09/2007
Código do texto: T660194

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernanda Valencise). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Valencise
Recife - Pernambuco - Brasil, 39 anos
100 textos (3030 leituras)
3 áudios (77 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:34)
Fernanda Valencise