Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

do poeta, a raíz e o tempero / 2



um rosto de milhões de rostos abre a manhã na sua luz,
inclina no peito o olhar,
incendeia a distância,
e no inacessível preâmbulo
enigma o que o dia não remedeia.

um rosto de milhões de rostos abre a manhã na sua luz,
olha-se na aridez,
congemina o absoluto
até que um relâmpago fulmine a língua
e os dias aconteçam
impressos na rotina.


20 de setembro de 2007
                       12.19h
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 20/09/2007
Reeditado em 20/09/2007
Código do texto: T660307

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
234 textos (16928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 10:33)
João Videira Santos