Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO PARA FLORBELA ESPANCA



Por quê? Por que, Bela Sóror Saudade;
Sentias em tu'alma tantos mistérios?
D'onde vinham as paisagens d'impérios
Só angústia no frescor da mocidade?

Os teus versos ferem sem ser maldade!
O gosto pela paz dos cemitérios
Embala teu suave ministério,
Oh...,velha ilusão do Amor, da Amizade.

Gastastes a vida inteira em coisa pouca;
Dolorosa paixão no peito rouca
Os sonhos em sonetos transformando.

A vida fugindo,e tu,feito louca,
Sentindo quentes beijos em tua boca,
O corpo tão amado te abraçando.


                              TâniaM. da C.Meneses Silva
                                     3 de julho de 2004
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 20/09/2007
Reeditado em 20/09/2007
Código do texto: T660472
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 69 anos
1682 textos (175276 leituras)
1 áudios (102 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:39)
TÂNIAMENESES