Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabafo

Quero poder fugir da harmonia
Venal dos infernos puritanos
Das mais ditas teorias dos insanos
Quero carcomer a folha do pergaminho
Abrindo-lhe a retórica gritante
De longo de cada perímetro
Surge um odor de sangue
Que me persegue até a sepultura.

No decorrer destes cem mil anos
Nada de novo surgiu no estrondo
Das pugnas, das intimidações
Das batalhas que devem ser cortadas
Ao meio, pelo rei Dite, o Anjo de Luz
Como uma espada rompe as carnes.

O oceano da história é rumoroso
E os condenados serão enforcados
As intolerâncias devem sangrar
Até a última gota vital execrável
Nesta treva púrpura da morte.

Querem meu sangue profícuo
Meus saberes tentam ignorar
As loucuras não esquecem
As formosuras são efêmeras
E as mulheres são carentes
Viva noite de delírios indecentes.

                              HERR DOKTOR

HERR DOKTOR
Enviado por HERR DOKTOR em 20/09/2007
Reeditado em 16/10/2008
Código do texto: T660874

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
HERR DOKTOR
Camboriú - Santa Catarina - Brasil
664 textos (21752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:34)
HERR DOKTOR