Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O EXCLUÍDO

Não queria tanto,
Pois tanto, era muito mais
Do que precisava.
Não precisa de tanto,
Pois tanto,
Era muito mais do que queria.

Navegando por entre mares de incertezas,
Cedo da manhã,
Saiu de casa.
No farnel,
Pouco e quase nada
Para o sustento da prole.
Na cabeça,
Um desejo,
Somente um:
Um trabalho para lhe consumir as forças.
Nas ruas por onde andou,
A certeza da inépcia de suas forças.
Nenhum trabalho,
Nenhum alento para seu desejo.
Voltou pra casa,
Triste de mais.
Olhares tristes,
Corpos frágeis,
Desolação.
Impotente,
Sem eira nem beira,
Olhou pro céu matutino e,
Buscando respostas de Deus,
Se perguntou:
Que foi que eu fiz?
Resposta de Deus:
Nada.

Rui Azevedo - 20.09.2007
Rui Azevedo
Enviado por Rui Azevedo em 20/09/2007
Código do texto: T660975
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rui Azevedo
Teresina - Piauí - Brasil
176 textos (16386 leituras)
1 e-livros (517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:22)
Rui Azevedo