Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA POSSO FAZER PARA TE PRENDER NO MEU CORAÇÃO!

 
Ouço de ti uma reunião de frases soltas,
verdadeiras, mas, efervecentemente, doloridas!
Assumem significado de revoltas e
faz sangrar, copiosamente, tuas feridas!

Escuto tudo isto, atentamente,
aconchego-me ao resultado da vida de agora,
vejo, sem muito esforço, que a tua mente,
embora, tu não te sintas entendida, quer ir afora!

Nada posso fazer para te segurar em meu coração!
Nenhuma cor conseguirei para colorir o teu mundo!
Posso, sem tanta força, abrir mão desta emoção e
iludir os meus olhos para que a solidão não seja o rotineiro abismo!

©BALSA MELO
27.09.05
JOÃO PESSOA - PB
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 23/09/2007
Código do texto: T664627
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 06:50)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)