Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SILÊNCIO CHAMA VOCÊ!


O silêncio incomoda com o barulho do coração!

O tempo que fico a contemplar nestas horas vazias, repletas de suposições e de solitários encontros, acelera o processo de desertificação do meu aturdido campanário!

As pessoas estão e são o desencontro do que eu busco e, por não me achar nelas, findo no derradeiro sussuro do sol que vai atrás do monte!

Quem sabe a noite abrindo os seus próprios olhos e os meus com o cintilar da lua, eu consiga, também, me acordar deste sonâmbulo viver!

O silêncio grita uma enormidade de lembranças que afetam os olhos... eles choram!...Desanimam-se com o tumulto das lágrimas que aceleram o coração na distância do seu corpo!

©Balsa Melo
07.10.05
Cabedelo- PB

 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 23/09/2007
Código do texto: T664672
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 02:31)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)