Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HUMANO

Ás vezes, neste mundo desvairado

Piso em flores que desmereço

Engulo sapos e maçãs que não mereço,

E lanço ao olvido o brilho das estrelas,

Que cai de graça sobre a minha cabeça.

 

Arrependido, olhos fixos no solo

Procuro cada pétala, cada casquinha da fruta,

Ou resquícios cintilantes sobrando ao remonte,

Enconchada na carapaça aquecida

Das desculpas esfarrapadas.

Confesso então, minha condição: Sou humano.

E por vezes, afeita às despedidas.

Renato D Oliveira
Enviado por Renato D Oliveira em 23/09/2007
Reeditado em 12/11/2008
Código do texto: T665156
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Dieckson). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Renato D Oliveira
Gurupi - Tocantins - Brasil
2228 textos (188343 leituras)
2 áudios (432 audições)
2 e-livros (204 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 21:48)
Renato D Oliveira