Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Calada

Não tema quem arma ciladas
as calunias que por vir estarão
nas demais mentiras e rosas
que de ti fazem questão
empunhando velas ou armas
nada que assegura é concreto
tende somente o medo
rasurando o que estava certo
não venha cego por justiça
nem por nós mova moinhos
dêem mãos aos comedidos
ou braços aos desarmados
e fé aos descrentes
não negues tua graça
tua crença
tua magoa
se calem vozes sombrias
compartilhem do meu abandono
a tristeza que beira calada
o progresso da vida parada
Camila BV
Enviado por Camila BV em 02/11/2005
Código do texto: T66565
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Camila BV
Santana do Livramento - Rio Grande do Sul - Brasil
25 textos (2467 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:16)