Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Idade Contemporânea

Hoje as flores fugiram dos canteiros
No céu nenhum vestígio dos dias que virão
A morte é só um incidente
Dos inocentes o mundo é a prisão.

No meio da rua a lei é pouco
No meio de tudo ,a solidão
A covardia é força e já não basta
No verso da verdade, a tirania da razão.

Olhares de luto,guerreiros na vanguarda
A massa que assombra depois é passado
Outras idéias remendam utopias
O silêncio estampado em velhos trapos

No meio da rua quem é o inimigo
Qualquer um , qualquer revolução
Espaços vazios que nos enchem de medo
De esperar à toa, de lutar em vão.


 
Franciane Cruz
Enviado por Franciane Cruz em 02/11/2005
Reeditado em 05/08/2006
Código do texto: T66576
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Franciane Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
43 textos (2527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:37)