Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aula de Poesia

Ela vivia a me falar:
“Eu queria ser poetisa, eu queria…
Poderias, Antonio, me ensinar
Como fazer poesia?”

E eu respondi: “Escreves em linhas partidas,
Que se chamam versos, e neles tua alma ponhas,
Junto com tuas emoções – de agora ou revividas.
E então, escreves! Escreves assim como tu sonhas!...

E ela, batendo emocionada na tecla-coração,
Fez versos.  E, para eu ler, o poema me deu.
Trêmulo, o coração pulando doido, antevi a declaração...
Mas, ao lê-lo, ó tristeza! O seu muso não era eu!...
Antonio Maria S Cabral
Enviado por Antonio Maria S Cabral em 24/09/2007
Reeditado em 17/10/2008
Código do texto: T665801
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Maria S Cabral
São Luís - Maranhão - Brasil
1276 textos (157121 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:57)
Antonio Maria S Cabral