Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SILÊNCIO QUE FALA

Ponde onde tiraste som,
Silêncio.
Deixe que o vento converse
E conserve
O tempo
Mudo.
Não vês: dentro do fruto a semente escuta os dentes.
Dentro do dentro quem fora está fora escuta o polpudo momento:
O de ver o que não há,
A jarra sem água a guardar,
À guisa de fome
O urro do jaguar,
O de sempre,
Sempre aqui
Estar.
Um momento:
Pensa que pensamento não fala,
Pensa que sentimento não exala,
Pensa que o que vive cala
Todos os sons que teu corpo
Com a vida em silêncio declara.
Dentro do silêncio, o som.
Saber-se mudo ou não,
O dom.
 
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 24/09/2007
Reeditado em 24/09/2007
Código do texto: T666249

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7325 textos (106689 leituras)
1 áudios (10 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 20:37)