Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tal qual se diz.

Quero que em teu sonho eu surja
-tal qual cometa errante-
simples e breve, como um poeta delirante
dos versos batidos e estrofes sujas...

Ter nos lábios o ardor de uma vida sem lei
Ansiosa por um desfecho amoroso
Que seja poética, tal qual não sei
e busque ao final, a coroa de louros...

A riqueza, essa suja ambição humana
reduz a vida a números e preocupações
Quantas vezes já não separou corações!
Quantas vezes se tornou profana?

Teu estribilho que cantas em sonhares
em pesares, em lirismos arcaicos e silêncios
Te esquece, traz um esboço de felicidade
Te recorda, traduz meu sentimento.

*** Mateus Müller
Mateus Müller
Enviado por Mateus Müller em 24/09/2007
Código do texto: T666556
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mateus Müller
Tramandaí - Rio Grande do Sul - Brasil
59 textos (2941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/10/17 20:35)
Mateus Müller