Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Pedaços de mim"

Sou fio d'água que nasce pequeno.
Corre por diversos desvios.
Em cada desvio,várias aguas preenchem meu fio.
Meu ser...
Águas as vezes calmas,por várias vezes tortuosas e com impurezas a retirar.
E renovando assim meu eu.
Sou ser,que vou na estrada da vida.
Tropeçando,levantando.
Por vezes,estendo as mãos e minhas forças se renovam.
Para que eu também possa levantar aqueles que caem ao meu lado.
Tenho a sede da conquista da luz.
Tenho a esperança de esperar.
Tenho o coração aberto,as vezes não muito bem compreendido.
Anseio ver aqueles que nunca vi.
Aqueles que meu coração chama constamtemente.
Anseio a esperança para aqueles que me rodeiam.
Anseio,sinceridade,amor á aqueles que vivem comigo.
Anseio,Oração,Luz e Paz pois sem isso,não se vive tranquilamente.
Continuo sendo fio d'água ainda pequeno.
Com muitos desvios a correr.
Mas um dia "eu fio" vou desaguar.
No oceano,onde tantas águas,desaguam.
Livres,soltas,leves...
Juntando-se sempre a outras e assim.
Se renovando sempre(vida).
Conservando o mar(Luz).
E construindo assim, sempre.
Pedaços de um ser.
Pedaços de mim...

Cigana das Pedras( escrito em 10/12/89
cigana das pedras
Enviado por cigana das pedras em 24/09/2007
Código do texto: T666579

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
cigana das pedras
Praia Grande - São Paulo - Brasil, 53 anos
12 textos (128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:19)