Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOCÊ LAMURIA A PRÓPRIA SORTE!


LAMENTA O DIA QUE CALOU A SUA HORA!

CHORA O PRANTO DA DESPEDIDA DAQUILO QUE NÃO CONSEGUIU REALIZAR!

BLASFEMA SOBRE TUDO, MAS QUANDO TUDO ESTEVE AO SEU ALCANCE VOCÊ PREFERIU NADA TOCAR!

BALBUCIA UM CAMINHO DE VOLTA, MAS NÃO OBSERVOU QUE NINGUÉM CAMINHOU NEM UM PASSO!

©BALSA MELO
15.10.05
Cabedelo-PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 24/09/2007
Código do texto: T667032
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:20)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)