Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOCÊ CONTINUA VADIANDO EM MINHAS NOITES!

 
Os olhos sentindo o incômodo da sua ausência resolveram travejar nas pálpebras para não serem supreendidos com a sua chegada!

Tolos... aumentaram mais a significante insônia do meu coração!

O dia desbotou a minha esperança e a espera fora inútil com o falecimento da noite... em vão!

Lamentei novamente insonte o barulho que a tristeza fazia, com o seu nascimento prematuro, pelos meus olhos!

Noite vazia a vadiar com os meus olhos!... E eles sem entender a malevolência das horas perdidas permanecem acordados espantando o meu sono e a minha única alternativa de sonho!

©Balsa Melo
15.10.2005
Cabedelo - PB
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 24/09/2007
Código do texto: T667034
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 23:08)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)