Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Ostra

Pousa, aconchegada
Bem lá no fundo do mar...
Sozinha e solitária,
Imóvel... sem falar.

A Ostra beleza marinha,
Esculpida pelo Criador...
Cada curva, cada linha
Aponta seu escultor!

Observando serena,
Toda vida que diante de sí passa...
Não importa se grande ou pequena,
Ela é linda e tem tanta graça!

Sua presença da um toque,
Especial ao cenário no mar...
Sua alvura dá um foque,
Mesmo com o cardume a passar!

Mas não se vê só beleza,
Escondida naquela brancura,
Mesmo em sua delicadeza,
Esconde- se sua bravura!

Quase inquebrável, é forte
Diante das ondas voluptuosas ...
Redoma que lhe esconde a fronte,
Resiste, mesmo em tempestades poderosas!

Quais segredos guarda,
Nesta arca primorosa?
Porque te escondes assim,
Beleza explendorosa?

"- Meu interior eu escondo,
Pois nem todos merecem enxergar!
Com minha real aparência amedronto,
Quem por aqui estiver a passar!

Mesmo em minha fortaleza,
Também sou vulnerável...
Por fora apenas beleza...
Por dentro um dever incontestável!

Grãozinhos de areia,
Que estão em todo lugar...
Vêem dentro de mim, acham- me feia,
E começam a me machucar!

Sei que são bem menores,
Em vista do meu tamanho...
Mas eles me causam dores,
Me consideram um ser estranho!

Então, minha força verdadeira
E minha real beleza...
Só pode ser vista por inteira,
Por quem possuir a pureza!

Cada dor a mim causada,
Meu alvo corpo até fortalece ...
Mas ela é apenas morada,
Meu interior não perece!

Vivo como ilha isolada,
Muda em meus pensamentos...
A dor quem me torna calada,
Me concentro em meus ferimentos!

Pois mesmo sendo estranha assim,
E a dor me fazer chorar,
A real beleza em mim,
Só em meu interior podes encontrar!

Cada lágrima é causada,
De uma dor, de um ferimento...
Por elas sou recompensada,
Por uma Força no firmamento!

Melhor que receber uma auréola,
Por essa dor sou recompensada...
Minhas lágrimas transformam- se em uma pérola,
Que dentro de mim está guardada!"


Alma Nua,
Terça- feira, 25 de Setembro de 2007, 02: 56











Shimada Coelho A Alma Nua
Enviado por Shimada Coelho A Alma Nua em 25/09/2007
Reeditado em 05/08/2009
Código do texto: T667250

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Shimada Coelho A Alma Nua
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
374 textos (58831 leituras)
10 áudios (1727 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 15:02)
Shimada Coelho A Alma Nua