Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAIOL DE TÁBUAS

Porta aberta escancarada
Do paiol velho esquecido
Até parece que está morta
A história que nele se fez
de muitas vidas ali vividas
De risos soltos
barulho de gente
Sinal de saudade
Velho paiol quanta beleza
Encerra em tuas tábuas
Carcomidas pelo tempo
Quanta história pra contar
Quanto coisa a recordar
Da pipoca saltitante na panela
Servida em peneira de bambu
Do mate doce doce em dia frio
Do feijão na panela de ferro
E de minha avó que já se foi
De meu tempo de criança
E da bagunça da gurizada...
   - Toninho venha cá!
   - Vou já Vô Joaquim!
E a vida era assim...
NENINHA ROCHA
Enviado por NENINHA ROCHA em 03/11/2005
Reeditado em 24/06/2006
Código do texto: T66764
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NENINHA ROCHA
Guarapuava - Paraná - Brasil, 56 anos
310 textos (10915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:36)
NENINHA ROCHA