Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BANCO DE IMBUÍA

Quem te fez já não está aqui
Deixou-te relíquia boa
Feito de madeira forte
Imbuía da serra
caída em mata verde
Quanto bem me dá agora
Sentar-me aqui e olhar em volta
Quanto gosto me dá esse momento
Banco de imbuía talhado em machado
Afiado e preciso
Teus pés ainda güentam muito tempo
Quantos mais sentar-se-ão em ti
procurando o deleite de descanso
depois de uma jornada diária
Se o mate é servido longe de ti
não tem sentido
Pois teu convite é bem maior
Acolhedor na varanda larga
Ou no chão da cozinha pequenina
Ouve a conversa e as confissões
de três ou quatro gerações...

NENINHA ROCHA
Enviado por NENINHA ROCHA em 03/11/2005
Reeditado em 24/06/2006
Código do texto: T66766
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NENINHA ROCHA
Guarapuava - Paraná - Brasil, 56 anos
310 textos (10916 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:52)
NENINHA ROCHA