Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bobo da corte

Bobo da corte


Morte ao Rei!
Morte ao Rei!
Gritava (já no cesto)
a cabeça guilhotinada
do bobo da corte.
Deixou de ser bobo
logo após a morte.
É... nunca é tarde
para deixar de ser covarde.

Zé Urbano
Enviado por Zé Urbano em 25/09/2007
Reeditado em 22/10/2008
Código do texto: T668414

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Urbano
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 49 anos
105 textos (3256 leituras)
17 áudios (4411 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 06:47)
Zé Urbano