Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA

         MENINA


Menina que lê meu verso
Que pensa você de mim
Vendo-me só no universo
Nessa estrada sem fim

Que diz desta rima errante
Que as suas mãos vam beijar
E desse suspiro amante
Que por alguem deixei escapar

Não, não diga nada
Seu silêncio é esperança
Que nasce na madrugada
E deixa em mim uma lembrança

De beijos de ternura, de uma tarde
De uma chuva que não veio
Essa lembrança não parte
Que ela morra não creio

As coisas que vam passando
Seriam  simples coisas da vida
Porem o amor, fica amando
Mesmo na ilusão perdida

Quero conservar sua imagem
Como a estação da primavera
viajar ao pais dos sonhos
E encontrar-te assim sempre bela

Siga sempre em frente
Confie muito em você
E lembre-se que há mais glória
Em dar do que em receber

E se não fui talvez
a   realizsação de um sonho
Que eu seja sempre para você
Uma fonte de amor risonho

Onde você possa beber
E sua sêde  aplacar
porque me dando a você
estarei a me ajudar.
BARRET
Enviado por BARRET em 26/09/2007
Reeditado em 09/02/2008
Código do texto: T668666
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BARRET
Salvador - Bahia - Brasil
779 textos (71598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 03:07)
BARRET