Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOCÊ ME FEZ RENASCER, MAS SE FOI!


Aprochegou-se com o ar de quem nada queria!

Ocupou todos os espaços da minha mente!

Reabitou todas as partículas do meu ser!

Reabriu o sorriso em meus lábios!

Renhiu todos os meus versos transformados em plumas para o seu consolo e durante todo o tempo manteve minhas rosas em suas mãos!

Era perfeito para auscultar o meu coração sobre o advento da felicidade, mas tudo ruiu-se sem avisos quando tentei encontrar você e a tristeza fechou o meu sorriso e murchou as rosas coloridas de carinho!

Renitiu meu coração, mas nada, absolutamente nada, fulgurou-se na minha lembrança para suportar os meus olhos na imensidão do vazio buscando você!

Enquanto os lábios assobiam reaprendendo a sorrir saboreio a dor da saudade imposta pela desocupação do meu coração e, quem sabe, depois de vazio novamente alguém prefira voltar para tudo recomeçar!

©Balsa Melo

12.11.2005

Cabedelo - PB
 
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 26/09/2007
Código do texto: T669809
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 01:04)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)